Categorias

Não há nenhuma categoria

Últimas noticias

  • ACNE

    A acne é uma doença inflamatória da pele, afecta principalmente as zonas do corpo mais ricas em glândulas sebáceas (face, pescoço, parte superior...
  • PSORIASE

    A Psoríase é uma doença inflamatória da pele caracterizada por uma renovação celular epidérmica acelerada, com hiperproliferação e maturação...
  • PRURIDO

    Prurido ou comichão é uma sensação exclusiva da pele e pode ser definido como a sensação que produz desejo de coçar.
  • Micoses

    A micose é uma infecção cutânea cujo agente causal é um fungo.
  • Envelhecimento Cutâneo

    “O envelhecimento nada mais é que uma série de transformações que ocorrem no organismo em consequência do tempo vivido. Mas não menos importante...

comentários recentes

tags populares

não existem tags

PSORIASE

PSORIASE

A Psoríase é uma doença inflamatória da pele caracterizada por uma renovação celular epidérmica acelerada, com hiperproliferação e maturação deficiente dos queratinócitos. A sua prevalência é de cerca de 2% da população. Pode aparecer em qualquer idade sendo a idade média de inicio 27 anos mas com ampla variabilidade desde o período neonatal até à oitava década de vida. Menos frequente nas crianças (0,71%) e geralmente ocorre antes dos 35 anos. A sua frequência é igual em ambos os sexos.

A psoríase é uma doença crónica, que nas sua forma mais comum - psoríase crónica em placas - manifesta-se como placas bem demarcadas, simetricamente distribuídas de pele espessa, vermelha e descamativa. As placas tipicamente encontram-se no couro cabeludo, unhas, nas superfícies extensoras dos cotovelos e joelhos, na zona umbilical e na zona sagrada (do sacro).

As lesões desenvolvem-se lentamente, no início com lesões em forma de gota cobertas por escamas brancas prateadas e quando removidas aparecem pontos de sangramento (sinal de Auspitz). Podem também estar presentes sintomas subjectivos como prurido e sensação de queimadura.

A psoríase pode manifestar-se de diferentes formas (tipos) como a tipo dermatite seborreica em que a psoríase se sobrepõe à deramtite seborreica. A psoríase invertida que se manifesta nas zonas das pregas (orelhas, axilas, região inguinal e zonas flexoras). Em lactentes entre os 2 e os 8 meses pode aparecer psoríase da área das fraldas. A artrite psoriática (psoríase artropática) que afecta as articulações e é incapacitante. A psoríase gutata em que as lesões são em forma de gota e a psoríase postular generalizada em que aparecem zonas com pús em redor das placas psoriáticas, os doentes deste tipo podem desenvolver psoríase artropática.

A causa da psoríase está cada vez mais esclarecida, embora existam vários factores que estão envolvidos no seu aparecimento. Os fatores imunológicos são os principais, como o complexo principal de histocompatibilidade (MHC) e os cromossomas 6 e 17, bem como interleukinas e outros mediadores imunitários. São mecanismos complexos que resultaram, no passado, na classificação da psoríase como doença auto-imune, sendo hoje considerada uma doença inflamatória crónica. Por outro lado estão factores como a hereditariedade, é comum os doentes possuírem familiares com a doença, e o stress emocional que condiciona não só o aparecimento como o agravamento da doença.

 

TRATAMENTO

O tratamento da psoríase tem como objectivo melhorar a qualidade de vida dos doentes. Existe uma grande variedade de opções terapêuticas. Algumas são caras e algumas só acessíveis sob tratamento especializado, mas todas devem ser monitorizadas. O dermatologista seleciona a terapêutica mais adequada com base na gravidade, manifestação (tipo) e localização da doença.

Para tal consideram-se as terapêuticas de primeira, segunda e terceira linha:

As terapêuticas de primeira linha são as terapêuticas tópicas tradicionais (tal como corticosteroides, vitamina D e análogos, ditranol e preparações de alcatrão).

As terapêuticas de segunda linha incluem a fototerapia (com luz Utravioleta de largo espectro ou banda estreita e um psoraleno com luz UVA - PUVA) e medicamentos sistémicos não biológicos tal como a ciclosporina, metotrexato e acinetrina.

Considera-se terapêutica de terceira linha o sistema de terapia biólogica como agonistas dos factores de necrose tumoral - adalimumab, etanercept e infliximab, e anticorpos monoclonais ustekinumab que tem como objectivo a interleukina-12 (IL-12) e IL-23.

 

CONSELHOS DERMWORKS:

 Caso lhe tenha sido diagnosticada psoríase deve seguir as indicações do seu dermatologista.

A sua pele é mais seca e sensível e requer mais cuidados.

A higiene deve ser feita com um produto suave de preferência com propriedades queratolíticas (que ajuda a eliminar as escamas), mas que ao mesmo tempo não agrida a sua pele.

Para o couro cabeludo escolha um champô com as mesmas características, queratolítico e simultaneamente hidratante e suave. Lembre-se que deve alternar com um champô suave para não agredir o couro cabeludo.

Após o banho deve utilizar sempre um creme emoliente para hidratar e nutrir a sua pele.

A aplicação dos cremes (medicamentos) que o seu médico lhe prescreveu deve ser feita antes de aplicar o emoliente.

Durante o dia deve reaplicar o emoliente sempre que seja necessário (ou possível)

 A psoríase é uma doença crónica, mas podemos aliviar os seus sintomas. Venha conhecer BIONATAR® champô da Boderm Europe.

 Estas informações são meramente indicativas, consulte o seu médico ou farmacêutico.

0 Comentário

Deixe seu comentário

Reload

Submeter